1.753.283 acessos

Notícias

Clipping – O Globo - Tribunal francês bloqueia bens da herança de Johnny Hallyday

Disputa familiar chegou à justiça após filhos do cantor serem excluídos do testamento

Paris- A justiça francesa determinou, nesta sexta, o congelamento dos bens do cantor Johnny Hallyday, morto em dezembro do ano passado, em decorrência de uma disputa familiar pela herança. O artista deixou todo seu patrimônio para a viúva, Laeticia HallYday, e suas filhas adotivas, Jade e Joy, excluindo da partilha seus dois filhos mais velhos David e Laura.

O tribunal de Nanterre estimou que existe um "risco real da transferência de todos os bens do falecido como benefício da JSP Trust"- da qual a viúva é beneficiária-, o que privaria os filhos mais velhos de "cobrar uma parte da herança caso pretendessem".

Por outro lado, o tribunal rechaçou um procedimento de urgência apresentado pelos dois filhos mais velhos para obter direito de supervisionar o álbum póstumo do cantor, cujo lançamento está previsto para esse ano.

Pouco depois da morte do cantor, vítima de um câncer, a guerra familiar foi declarada. Os filhos mais velhos do cantor s euniram para denunciar à justiça o testamento deixado pelo pai e elaborado na Califórnia, nos Estados Unidos, onde vivia com a mulher. Os dois alegam que o documento, que traz como beneficiária a viúva, desrespeita as leis da França por deserdá-los, o que é proibido no país. No processo, os filhos pedem que o testamento seja submetido à legislação francesa. Ainda não há previsão para uma análise profunda da demanda.

Hallyday foi a estrela de três gerações de franceses e tinha mansões em Los Angeles, na ilha de São Bartolomeu e em outros lugares nos arredores de Paris. Cada uma das propriedades está estimada entre 10 e 15 milhões de euros. Além dos imóveis, o canto também possuía o direito sobre 1.160 músicas.


Fonte:
O Globo

16/04/2018